Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não Me Façam Perguntas Difíceis a Esta Hora

Poderia ser um blog sobre tudo e mais alguma coisa, mas o principal são os livros.

Não Me Façam Perguntas Difíceis a Esta Hora

Poderia ser um blog sobre tudo e mais alguma coisa, mas o principal são os livros.

04.05.24

Sobre o Livro #54 Filhos da Chuva de Álvaro Curia


Tânia Barriga

Olá!

Este foi o primeiro livro lido em 2024 a que dei 5 estrelas. Filhos da Chuva é o primeiro romance de Álvaro Curia, ele é um dos rostos mais conhecidos no instagram literário, juntamente com o Ludgero Cardoso, que formam o canal Literacidades. Um canal onde divulgam, opinam e falam com outros amantes leitores e mesmo até autores sobre o que mais têm em comum: a paixão pelos livros. 

Todavia, vamos ao que interessa: Álvaro Curia e o seu primeiro romance. A sinopse deste livro é complicada de explicar, sem eu dar spoilers, por isso, vou transcrever a informação colocada no goodreads para que não corra nenhum risco: 

"Em Domínio, a chuva não tem fim e os relógios pararam nas cinco da tarde. Numa terra sem tempo, as vidas andam todas desencontradas. Conhecedora dos hábitos de cada um, Muda percorre as ruas, carregada de sacos, distribuindo as compras e uma réstia de normalidade. Aguarda o momento em que se cruza com o filho, Amor, um jovem que vive aprisionado numa fábula que o padrasto lhe conta desde pequeno e que mudará a sua vida para sempre. Ao largo de Domínio está a Ilha da Fortaleza, onde encontramos Mãe, mulher possessiva, que nunca deixou Filho conhecer o mundo. Mas algo fará com que ele parta e o seu caminho se cruze com o de Amor. Poderá a decisão de um alterar a vida de todos?"https://www.goodreads.com/book/show/206321992-filhos-da-chuva?ac=1&from_search=true&qid=xPUM0QJgIz&rank=1 )

Neste mundo criado por Álvaro, conhecemos várias personagens que preenchem a mente do leitor. Temos a Muda, que como o nome indica não fala, a Mãe, o Filho, o Amor, entre outros. Cada uma destas personagens dá o seu contributo de forma única para a história, envolvendo o leitor neste mundo. Embora a história tenha como protagonistas o Filho e o Amor, na minha opinião Muda e a Mãe também têm um grande destaque, através da forma como exprimem os seus sentimentos, as suas mágoas e o seu amor pelas crias. 

Não é uma história fácil, não é uma linguagem simples, vi-me grega, literalmente, para entrar no ritmo da narração. Todavia, foi só o início que foi mais complexo porque depois de entrarmos no discurso cantado de Álvaro, torna-se mais fácil ou pelo menos, mais acessível. O que mais me impressionou nesta história, mais do que as personagens em si, foram as emoções e as descrições das mesmas. O leitor sente que está lado a lado, a sofrer ou a festejar, naquela situação em particular. Acho que é um feito admirável para um primeiro livro, oferecer esta densidade narrativa ao leitor. A parte que mais apreciei no livro foi o final. O turbilhão de emoções que senti só dá para descrever por quem já leu. 

Recomendo a sua leitura. Todavia, uma nota de alerta, esteja com a cabeça pronta para entrar neste mundo difícil, mas emocionante. 

Já leram? Ficaram interessados?

Beijinhos,

Tânia