Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Não Me Façam Perguntas Difíceis a Esta Hora

Um blog sobre os gostos literários, televisivos e cinematográficos de alguém que tem muitas aventuras para partilhar com a sua Baby e sem ela...

Não Me Façam Perguntas Difíceis a Esta Hora

Um blog sobre os gostos literários, televisivos e cinematográficos de alguém que tem muitas aventuras para partilhar com a sua Baby e sem ela...

18.10.19

Sobre o Livro #15 A Última Ceia de Nuno Nepomuceno


Tânia Oliveira

Hello.

#IBlogEveryday - Dia 12

#Booksweek

O que parecia ser um conto de fadas rapidamente se transforma num conto de terror.

O quinto livro da semana #booksweek será o livro A Última Ceia do escritor Nuno Nepomuceno. Ele já nos habituou a histórias recheadas de mistérios, suspense e este livro só confirma o que já era sabido: o seu talento para escrever histórias de mistério. 

Esta história envolve o leitor nas suas artimanhas não só pelo roubo, mas também pelas suas personagens principais, Giancarlo Baresi e Sofia Conti.

O escritor não fugiu da fórmula que já habituou os seus leitores no que toca à criação de personagens, bem estruturadas, dinâmicas e sempre com um segredo por revelar. Neste caso, em particular, gostei muito mais da personagem feminina do que a masculina. Gostei, particularmente, da transformação que Sofia sofreu na história.

Somente um pequeno aparte. Nesta obra, participam personagens que já participaram em livros anteriores do escritor. Embora não dificulte a leitura, pode levar o leitor a questionar como aquelas personagens se encontram naquela situação. Isto pode acontecer senão tiver lido o livro anterior, Pecados Santos (o que foi o meu caso). 

Embora estas personagens façam parte do lote de personagens principais ou com maior relevância para a história da obra, queria deixar uma menção honrosa para as personagens secundárias da história, nomeadamente para o Presidente da Academia Real das Artes de Londres e para sua "querida" esposa, como também para o Monsenhor. As descrições deles, em conjunto com as suas ações ajudaram a condensar o mistério, como também a revelar os "verdadeiros"sentimentos de algumas personagens. Já para não falar do famoso tigre e de todas as sensações de pânico que eu senti naquelas páginas. Obrigada!

Acho que é sempre bom quando uma história nos provoca um misto de emoções e Nuno Nepomuceno não desilude. A descrição de lugares, situações e personagens estava perfeita. O leitor fica com a sensação de que está ali ao lado, a assistir na bancada a todo um rol de acontecimentos. O ritmo da história e o facto dos capítulos não serem demasiado grandes também ajuda a aguçar a curiosidade ao leitor.

Como já devem ter percebido, sugiro esta obra a leitores que gostem de um thriller. Aconselho!

Deixem nos comentários o que acharam desta obra. Já leram outra obra do escritor, para além desta?

Autor: Nuno Nepomuceno

Editora: Cultura Editora

Contem-me tudo aqui ou no insta @BLOG_NMFP

Mummy